Localização

Bouro, S. Maria - Amares
- Prudêncio Jose da Silva, n. 7.1.1908- f. 17.4.1992, filho de Bernardo Jose da Silva e Rosa Maria Pereira (casou em S. Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil, em 4.5.1944, com Maria da Piedade Guimarães, com geração, em S. Gonçalo, Rio de Janeiro) - Fonte: um seu descendente

Dornelas – Amares
- António José Pinto ‘Braga, n. 17.9.1820-‘f 2.12.1856, Caires’, pinheiros, Dornelas, filho de José Antonio Pinto e Quitéria Felicia da Silva Coelho (casou em Barra de S. João ‘Casimiro de Abreu’, Rio de Janeiro, em 13.3.1850, com Francisca Rosa de Abreu, filha de José Antonio de Abreu e Generosa Rosa de Jesus) - Fonte: um seu descendente

Ferreiros – Amares
- Joana Angelica Alves, natural de Catas Altas do Mato Dentro, Minas Gerais, filha de Jose Alvares de Carvalho, natural de Ferreiros, Amares (casado na Sé de Mariana, com Joana de Sousa Pimenta), neta paterna de: (Fonte: Cônego Raimundo Trindade - Velhos Troncos Mineiros - Vol. I).
[Manoel Alvares de Carvalho, filho de Joseph Alvares e Joana de Carvalho, corredoura, Ferreiros (casou em Goães, a 6.6.1707, com Maria Antunes da Silva, filha de Belchior Lopes e Martha da Silva, santo ide, Goães)]

Fiscal - Amares
- Manoel António da Silva Campolina, n. 26.6.1750–16.4.1822, filho de Antonio da Silva Campelina e Marinha Soares Fajardo, Fiscal Amares, tropeiro (casou em S. Braz de Suaçui, Cangonhas do Campo, Minas Gerais, Brasil, com Ana Sousa Pinto/Ana Maria do Rosario, filha de Manoel de Sousa Pinto ‘português’ e de Maria do Rosario). Foi tropeiro e fazendeiro. Um dos seus descendentes apurou uma raça de cavalos, conhecidos por raça Campolina. - Fonte: um seu descendente, de que agradeço

Goães - Amares
- Capitão Manoel da Silva Araujo, n. 20, b. 25.4.1723, filho natural de Domingas da Silva, solteira, costa, Goães e de João da Silva Araujo, togeira, Goães e falecido em 15.10.1801, com 78 anos (casou em Piranga, Minas Gerais, a 14.2.1765, com 41 anos, com Quiteria Maria do Espirito Santo, filha de Domingos Martins Campos, Português e Catherina de Freitas de Morais, S. Paulo, Brasil) - Fonte: um seu descendente, de que agradeço.

Lago, Amares
- Paulo de Oliveira de Amorim, b. 8.12.706, filho de João de Oliveira e Mariana Martins, Lago, couto de Rendufe (casado, em segundas núpcias, com Mariana de Oliveira, estando viúvo de Maria Ribeiro Filgueiras, ‘entre as fazendas do Bueno e Rompe-Dia, Minas Gerais, há um sítio com o nome de Paulo de Oliveira’). Fonte: (Cônego Raimundo Trindade - Velhos Troncos Mineiros - Vol. II).
- Manoel Pinheiro ‘Lago’, b. 17.4.1672, filho de Isabel Pinheiro, Lago e Padre Baltazar Carvalho, Barreiros (casado com Rosa Maria Maciel, filha de Luciano Cardoso Vargas, medico, Açores, requereu a Sesmaria 331, em Ceara, fundando a povoação Riacho de Sangue, que posteriormente se passou a chamar Solonópole). - Fonte: um seu descendente, de que agradeço.

Chamoim – Terras de Bouro
- Costódio Gonçalves n. 12.2.1690-‘1760 em Minas Gerais’, filho de Domingos Gonçalves e Juliana Pires, carreira, Chamoim (casou em Minas Gerais, Brasil, com Ana Morais Sodré, filha de Antonio de Oliveira Pimenta e Ana de Morais Sodré) - Fonte: um seu descendente, de que agradeço.

Souto – Terras de Bouro
- João de Arantes Marques, n. 25.4, b. 15.1724, Souto, vai para o Brasil, para a Sesmaria Serra de Piumhy, Formiga, filho 3º de Domingos de Arantes e Josefa Marques (casou com Margarida Maurica do Sacramento, natural da vila de S. José)
- Antonio Arantes Marques, n. 17, b. 20.7.1738, Souto, vai para o Brasil, para a fazenda Conquista, Aiuruoca, Minas Gerais, em 1768, filho 9º de Domingos de Arantes e Josefa Marques (casou em 24.4.1747, com Ana da Cunha Carvalho, Serranos, Aiuruoca)
- João Manoel de Sousa Arantes, cirurgião, seguiu para o Brasil em 1.9.1809, filho de Francisco de Sousa e Ilena Martins Arantes, filha de Francisco Martins e Maria de Arantes, n. 5, b. 11.8.1720  ‘sobrinho dos anteriores’ (casou com Lauriana Constância de Oliveira, morador em Cunha e mais tarde Queluz, S. Paulo)

Valdozende, Terras de Bouro
- Adelino Jose Ribeiro, n. 16 e b. 22.12.1886, filho de Antonio Jose Ribeiro e Costodia Maria de Sousa, embarcou em Lisboa, no vapor ingles Ambrose, em 29.9.1905, para Belém, Pará, Brasil, comerciante, falecido em 13.8.1955 (casou em 1914, em Belém, Pará, com Maria de Jesus Ribeiro, 17 anos, natural de Loriga, Seia, Guarda, filha de Joaquim Mendes Ribeiro e Maria Thereza Nunes de Pina, falecida em 18.7.1945) - Fonte: um seu descendente, de que agradeço.

Lanhas - Vila Verde
- Domingos Velho Soares, b. 7.1.1620, filho de Afonso Velho e Francisca Mendes, penedo, Lanhas, Pico de Regalados (casou na Figueira da Foz em 1640 com Antonia dos Ramos, filha de Vasco Fernandes Faleiro e de Margarida Neta). Domingos Velho foi Juiz da Alfandega segundo a IG dos netos Manuel Soares de Carvalho, Joao Soares de Araujo e Simao de Carvalho Soares (este ultimo foi Governador de Buarcos)] – Fonte: um seu descendente, de que agradeço.
- Domingos de Araújo, baptizado em 31.1.1704, morador no lugar da igreja, Lanhas, Vila Verde, filho de André de Araújo e Ana Francisca (casou com Maria Caetana de Sá, Ferros, Lisboa, filha de Atanazio de Sá e Josefa Maria, moradores e fundadores de S. Cipriano, Campanha, Sul de Minas Gerais, Brasil, com larga descendência em vários Estados do Brasil) - Fonte: um seu descendente, de que agradeço.

Loureira – Vila Verde
- Pedro Costa, filho de Francisco Gonçalves e Maria Francisca ou Maria Gonçalves, S. Eulalia de Loureira (casou em S. Miguel de Bustelo, Penafiel, a 2.2.1674, com Catherina Coelho, natural de Bustelo, Penafiel, filha de Domingos Coelho e Maria Antonia, T. capitão João Mendes Pereira, Andre Dinis Pedro, criado do mosteiro, celebrou o Prior vigario do Mosteiro de Bustelo frei Manoel da Ascenção, o Padre Antonio da Rocha, cura)

Moure, couto - Vila Verde
- João da Silva, filho de João da Silva, casado em 27.11.1712, com Angela Fernandes, S. Martinho do couto de Moure (casou em Minas Gerais, com Catherina Pereira, filha de Sebastião Pereira de Avila, natural do Rio de Janeiro e Isabel Bicuda de Alvarenga, natural da freguesia de S. António da vila de Guaratingueta, S. Paulo) - Fonte: um seu descendente, de que agradeço.
- José Rodrigues, filho de João Fernandes [filho de Manoel Fernandes e 1ª mulher Maria Gonçalves], casados em 30.11.1710, com Benta Rodrigues [filha de João Rodrigues e Luisa Gonçalves] (casou em Barbacena, Minas Gerais, Brasil, em 22.4.1761, com Bernardina Caetano do Sacramento, filha de Jose Dutra, Faial [filho de Manoel Dutra e Maria da Silveira] e Francisca Maria do Sacramento, Terceira [filha de Antonio Pereira Garcia e Thereza de Jesus]) - Fonte: um seu descendente, de que agradeço.

Oriz, S. Miguel – Vila Verde
- Joaquim José da Silva Coelho, n. 9.10.1833- ’23.9.1875, Brasil’, filho de João Manoel da Silva Coelho e Maria Rosa Fernandes, S. Miguel de Oriz (casou em Rio Grande, Brasil, a 17.12.1867, com Guilhermina Amalia de Sena Durão, Almalaguês, Coimbra, moradores Rio de Janeiro) - Fonte: um seu descendente, de que agradeço

Contato: - http://origenshc.blogspot.com

10 comentários:

Rodrigo Carvalho disse...

Fiquei surpreso e muito satisfeito com a alusão, por sinal em um blog muito belo e bem feito, de meu ancestral, Manoel António da Silva Campolina (Campelina). Ele teve outra filha, Maria Antônia da Silva Campolina, filha também de Esperança Francisca da Cruz do qual somos descendentes, e , atualmente, quase a totalidade dos que detêm o sobrenome Campolina.Muito obrigado e ainda ioremos conhecer Portugal e a bela Província do Minho.

Antonio Gonçalves disse...

Caro Rodrigo Carvalho!

Neste tópico, apesar de haver mais elementos sobre os intervenientes, o objectivo pretendido é, apenas, ter um resumo, curto, das ligações entre os deslocados e a sua origem.

António Gonçalves

cachopa disse...

sr. Antonio Gonçalves

Estou tentando entrar em contato com o Sr., mas não sei se minha ignorância em informatica esteja
impendido. Gostaria de saber toda a descendencia do meu trivô Sr. Manoel Joaquim Barbosa Castro , nascido em Polva de Lanhoso em 02/02/1821, gostaria desaber a data em que foi para o Brasil, a data que casou no Brasil com a Sar. Januária de Sá Castro, quantos filhos tiveram no brasil, os nomes e datas do nascimento e morte. Se ao retornar 1861 para lisboa onde ficou por 12 anos se tiveram filhos, e os nomes e datas de3 nascimento, e se ao voltarem em 1872 para Polva de lanhoso tiveram filhos e idem .......
Por favor meu josem, me ajude

sonia ( soniaGina@ig.com.br) ( sggonalves@yahoo.com.br)
fico muuito grata

marcos disse...

Prezado Antônio,quando você faz referência a Manuel de Souza Pinto(Cristão Novo),que era casado com Maria do Rosário,o certo é ANNA MARIA DO ROSÁRIO.Anna era filha de Manuel Pereira Caixeta,rico fazendeiro,morador na "Serra dos Caixetas",entre São Braz do Suaçuí e Santo Amaro.Sou do mesmo tronco genealógico desta família,portanto,um dos filhos de Manuel de Souza Pinto,o Ignácio,deu origem a minha avó Isaura de Oliveira Mendes,de família tradicional de Entre Rios de Minas.Segundo o livro "Traços Genealogicos"(1900),de Arthur Campos,o português Manuel de Souza Pinto,quando casou com a Anna,deu origem as principais famílias de Entre Rios de Minas(antigo Bromado) e Brumado de Suaçuí.Acredito eu,que o Manuel era o mesmo Manuel de Sousa Portugal,que adquiriu sesmarias na região supra,e,que era curato de Congonhas do Campo,por volta de 1738.Em outras fontes,diz ser Manuel,natural da freguesia de Santo André,da Vila Boa de Quires/bispado do Porto(Portugal),e que era filho de Jerônimo de Souza e Teresa Maria. O introdutor da raça Campolina,na Fazenda do Tanque,freguesia de São Braz de Suaçuí,era Cassiano Antônio da Silva Campolina(1836/1904),filho do Major José Caetano da Silva Campolina casado com Francisca Maria de Jesus.Campolina era natural de São Braz de Suaçuí,e,foi enterrado em Entre Rios de Minas,em frente ao Hospital,que leva seu nome.Não consigo entender,o motivo da não preservação do local,que era cercado por grossas correntes.Ainda nos anos 70 havia essas correntes neste local,hoje a rua é toda asfaltada.

Antonio Gonçalves disse...

Prezado Marcos

Obrigado pelo esclarecimento e informação, tão pormenorizado, destes nossos antepassados, dado que sou descendente da Angela da Silva Campelina, irmã do Manoel Antonio da Silva Campelina

Unknown disse...

Boa noite.
Pela pesquisa efetuada em relação a uma casa rural em Monte Chão (Bouro Santa Marta), onde nas padieiras das respetivas janelas se lê em latim "esta casa mandou construir Bernardo de Sousa", verifico que o mesmo foi padre desta freguesia do concelho de Amares.
Esta casa penso que foi construída no século XVIII.
Como esta casa foi adquirida e reconstruída por mim há mais de vinte e cinco anos, muito solicitava a V/melhor informação sobre o exposto.
Cumprimentos,

Antonio Gonçalves disse...

Porque poderá necessitar de fazer diálogo, seria melhor utilizar o endereço do Blog: origenshc@gmail.com

Jose Campos disse...

Agradeço info. qual a época de construção das azenhas da ombra que se situam a uns duzentos metros a montante da azenha do cavadinho?'

Unknown disse...

Prezado Sr Antônio busco meus ancestrais António Joaquim Gomes e Anna Delphina da Cunha de Turiz Braga conselho vila verde antes deles não tenho informações GraTidão pelo seu acervo .

Antonio Gonçalves disse...

Era importante dar mais elementos como datas, para uma pesquisa certa !

Enviar um comentário