sexta-feira, 19 de maio de 2017

Braga




Em 19.5.2017

Suspensa a recolha

(por motivos óbvios !!!)


alheia á vontade do autor …



*******


Penso, que apesar de tudo, fui útil a algumas pessoas, conforme o quadro abaixo descreve:



Obrigado a Todos !


14 comentários:

José Borges disse...

Caro conterrâneo e amigo António Gonçalves, como assim? Que se passou? Espero que esteja tudo bem consigo.

Abraço!

Antonio Gonçalves disse...

Tudo ótimo, obrigado !

Cristiana disse...

Está suspensa a recolha mas os motivos não são assim tão óbvios. Só pelo fim-de-semana?

Antonio Gonçalves disse...

Não! Há obstruções.

Lúcio P. Silva disse...

Boa tarde. Tive o praze de o conhecer numa ida ao Arquivo de Braga e de lhe agradecer o extraordinário trabalho que nos tem prestado a todos. Um exemplo único! Visito a página quase diariamente.
Agora, gostaria de perceber o que aconteceu. Há muito que não me desloco ao Arquivo e por isso desconheço em absoluto o que se passa.

Antonio Gonçalves disse...

Provavelmente, nem todos gostam que se trabalhe sem interesse comercial. Nos últimos dias, premeditadamente, foram-me criadas as condições de não desejar voltar ao Arquivo Distrital e Comercial de Braga.

Melhores cumprimentos

José Borges disse...

Amigo António, o trabalho que fez tem mérito público e deve ser agradecido por isso.

É pena que o Arquivo Distrital de Braga não persiga o único fito que devia ter: preservar e disponibilizar a informação que, nós o povo, lhe deixamos à guarda.

Bem-haja e obrigado mais uma vez pelo seu meritório trabalho.

Antonio Gonçalves disse...

Obrigado pela compreensão. Mas a vida é composta, muitas vezes de incompreensão.

Mas temos que cair na realidade, hoje em dia, quem não estiver alinhado e subordinado a subsídios, está deslocado.

Mais uma vez obrigado e um abraço amigo

Mário Fonseca disse...

Sr. António Gonçalves,
É lamentável o que se verifica.
Muitas vezes dirigimos-nos aos AD's e somos tão mal atendidos, como se estivéssemos a tentar pesquisar documentos que são pertença pessoal dos funcionários destes. Sei como se sente. A fraca visão das mentes tacanhas do nosso país, prende ao chão os pés daqueles, com mentes abertas, que se atrevem a querer voar.
O seu trabalho era à semelhança do trabalho feito por Luiz Gonzaga da Silva Leme (1852 - 1919), a "Genealogia Paulistana", que ajudou centenas de historiadores a fundamentar os seus trabalhos.
Tenho muita pena que tenha acontecido o que aconteceu e desejo que em breve a situação se altere.

Antonio Gonçalves disse...

Prezado Mário Fonseca

Obrigado pelas suas palavras de estimulo, mas.....quando se faz uma 'coisa' por gosto e não se gasta um cêntimo, vindo da União Europeia, um cêntimo da Fundação para a Ciência e Investigação, quando não se gasta um cêntimo a qualquer Organismo Cultural ... algo está errado ... algo está fora do contexto e sendo assim, há que fazer a purga !

Mais uma vez obrigado pelo apoio

Lúcia Cardoso disse...

Caro António Gonçalves
O meu muito obrigada pelo seu trabalho impar e que tanto me permitiu progredir nas minhas pesquisas.
Com os meus melhores cumprimentos,
Lúcia Cardoso

Antonio Gonçalves disse...

Prezada Lucia Cardoso

Fico satisfeito que tenha tirado proveito deste meu passatempo, a que me vi forçado a interromper.

Boas pesquisas

Paulo Lobarinhas disse...

Bom dia caro António Gonçalves,
Tenho na Genealogia um hobby que ocupa 1 a 2 horas da maioria dos meus dias. Entendo esta actividade como uma busca permanente de informação, para regozijo pessoal e, sobretudo, para presentear o nosso próximo, familiares, amigos, conhecidos, desconhecidos...
Sei que tem, com toda a certeza, um enorme prazer de presentear o seu próximo com o fruto do seu trabalho, sei também que não vai conseguir deixar de o fazer, mesmo que algumas portas se lhe fechem.
Hoje passei pelo seu blog, que visito de tempos a tempos à procura de informação, e fiquei triste por verificar que neste mundo, que muitos dizem ser muito arejado e livre, existirem barreiras para quem tem um trabalho tão nobre e altruísta.
Bem haja, vamos falando...
Paulo Lobarinhas

Antonio Gonçalves disse...

Prezado Paulo

Obrigado pelas suas palavras.

A mim, livre de qualquer interesse, dava-me imenso gozo este passatempo, que me obrigava a sair de casa, caminhar e ver pessoas.

Mas e há sempre um mas, ... para não prejudicar a saúde, passa-se para um plano B, que é o do não confronto, esperando mudança de pessoas, que se julgam senhores da 'horta'.

Mais um vez obrigado

Enviar um comentário